Prof. Dr. Bernardo de Souza

Área: Química Inorgânica
Email: bernardo.souza@ufsc.br
Telefone: 48 3721-3608 / 3721-9962 Fax: (48) 3721-6852 x.254
Sala: Sala: 224 Lab: 214/216
Website do Grupo de Pesquisa   gfemufsc.weebly.com
Bio: Doutor em Química pela Universidade Federal de Santa Catarina, SC, 2013.

 

LINHAS DE PESQUISA

Novos métodos teóricos em fotofísica

  • Recentemente, desenvolvemos um novo métodos para o cálculo da dinâmica de estados excitados usando uma abordagem baseada nas integrais de Feynman para resolver o problema de forma analítica. Resumindo: podemos estimar como as moléculas vão reagir após absorverem ou interagirem com a luz. Estes métodos foram implementados no software livre ORCA e estarão disponíveis na próxima versão. Agora podemos calcular constantes e prever espectros de Fluorescência, Fosforescência e Raman ressonante, bem como calcular constantes de processos não radiativos como cruzamentos interssistemas.
  • Além disso, desenvolvemos a implementamos o cálculos de elementos de matriz do operador de acoplamento spin-órbita na “Time Dependent Density Functional Theorey” (TDDFT) e no “Similarity Transformed Equation of Motion” (STEOM), também disponíveis na próxima versão do ORCA. Com estes é possível calcular propriedades fotofísicas dos materiais incluindo os efeitos da Teoria da Relatividade, o que é muito importante para boa parte dos compostos que são usados atualmente a apresentam alta eficiência!

Novos materiais ativos para OLEDs

  • Estamos sintetizando novos compostos que possuam alta luminância e aplicabilidade em OLEDs, que não precisem de átomos pesados como Irídio, Paládio ou Platina para seu funcionamento. Atualmente trabalhamos em duas linhas principais: complexos de Cobre(I) e complexos de Boro(III).
  • Com os complexos de Cobre(I), planejamos compreender melhor qual a relação entre a estrutura molecular destes e sua atividade luminescente, de forma minuciosa, juntando teoria e experimento. Nestes podemos fazer pequenas modificações na estrutura e avaliar como estas afetas a sua emissão, sempre correlacionando com a teoria.
  • Dentre os complexos de Boro, estamos muito próximos de montar os dispositivos mais ativos da literatura, esperando uma eficiência próxima de 1%.
  • Estamos trabalhando ainda em novos ligantes e abordagens para a síntese destes materiais, que sejam, baratos, simples, economicamente e ecologicamente sustentáveis.

 

PUBLICAÇÕES SELECIONADAS

1.On the theoretical prediction of fluorescence rates from first principles using the path integral approach

B. de Souza, F. Neese, R. Izsák.
The Journal of Chemical Physics 148 (3), 034104.

2. Copper‐based Metal‐organic Framework Applied in the Development of an Electrochemical Biomimetic Sensor for Catechol Determination

D. Brondani, E. Zapp, R. da Silva Heying, B. de Souza, I. Cruz Vieira
Electroanalysis 29 (12), 2810-2817.

3. Photocurrent response enhanced by spin-orbit coupling on ruthenium (II) complexes with heavy atom ligands

C. A. M. Salla, H. C. Braga, I. Bechtold, B. de Souza, et al.
Dyes and Pigments 140, 346-353

4.Synthesis, photophysical properties and spectroelectrochemical characterization of 10-(4-methyl-bipyridyl)-5, 15-(pentafluorophenyl) corrole

R. C. Pivetta, B. L. Auras, B. de Souza, A. Neves, et al.
Journal of Photochemistry and Photobiology A: Chemistry 332, 306-315

5. The effect of spin–orbit coupling on selenadiazolo-and thiadiazolo-fused 1, 10-phenanthrolines

H. C. Braga, C. A. M. Salla, I. H. Bechtold, A. J. Bortoluzzi, B. Souza, H. Gallardo
Dyes and Pigments 117, 149-156