Matrícula

Matrícula (instruções abaixo)

Cancelamento de disciplina

Prorrogação do período do curso – Carta solicitando prorrogação com justificativa e cronograma de atividades a serem realizadas no período de prorrogação.

Trancamento do curso

 

 

MATRÍCULA

 

Alunos novos:

Os candidatos aprovados e classificados dentro do número de vagas no Processo Seletivo deverão contatar a Coordenadoria do Programa no período estipulado no Calendário Acadêmico da Secretaria para efetuar a matrícula

No ato da matrícula o candidato deve apresentar os documentos listados abaixo:

Mestrado

  • 01 foto 3×4
  • Cópias do RG, CPF e Certidão de Nascimento ou Casamento
  • Cópia do diploma da Graduação ou certificado  de conclusão.  O candidato que apresentou a cópia do diploma na inscrição, não precisa apresentá-lo novamente.
  • Cópia do histórico escolar, versão final, para aqueles que não entregaram na inscrição
  • Ficha de matrícula.

Doutorado

  • 01 foto 3×4
  • Cópias do RG, CPF e Certidão de Nascimento ou Casamento
  • Cópia do diploma de Mestre ou da  ata da defesa da dissertação,  para aqueles que não entregaram na inscrição.
  • Cópia do histórico escolar, versão final, para aqueles que não entregaram na inscrição
  • Ficha de matrícula.

 

Alunos remanescentes:

2º SEMESTRE (Alunos REGULARES)

Os alunos que estão iniciando do 2º semestre devem entregar no ato da matrícula, além da Ficha de Matrícula, o PROJETO DA DISSERTAÇÃO ou TESE para aprovação do Colegiado, constando:

  • Título
  • Introdução
  • Objetivo
  • Metodologia
  • Cronograma – constando inclusive as datas previstas para do Exame de Qualificação (para o doutorado) e da defesa.
  • Bibliografia
(   ) Ficha de Matrícula
(   ) Projeto de dissertação (mestrado) ou tese (doutorado) ¹

¹ No início do segundo semestre de matrícula no Curso o (a) aluno (a) DEVERÁ entregar na Coordenadoria, para aprovação do Colegiado, o PROJETO DA DISSERTAÇÃO ou DA TESE constando: TÍTULO, INTRODUÇÃO, OBJETIVO, METODOLOGIA, CRONOGRAMA constando inclusive as datas previstas do Exame de Qualificação (p/o Doutorado) e da defesa da dissertação ou tese) e  BIBLIOGRAFIA.

Demais semestres os alunos regulares devem entregar a ficha de matrícula, exceto os alunos bolsistas do CNPq que devem seguir as instruções abaixo:

 

PARA OS ALUNOS BOLSISTAS DO CNPQ (ingressantes a partir de 2016.2)

 

3º SEMESTRE (MESTRADO)

(   ) Ficha de Matrícula
(   ) Relatório de atividades desenvolvidas ¹

 

6º SEMESTRE (DOUTORADO)

(   ) Ficha de Matrícula
(   ) Relatório de atividades desenvolvidas ¹

 

O Relatório de atividades desenvolvidas está previsto na Resolução Normativa nº 001/PPGQ/2016.

 

 

 

 

 

 

Alunos especiais (ouvinte e disciplina isolada)

Os interessados devem trazer a Ficha de Matrícula para Disciplinas Isoladas preenchida e a cópia da carteira de identidade.

Obs: acesse http://ppgqmc.posgrad.ufsc.br/disciplina-isolada/ para informações sobre matrícula como aluno especial.

 

De acordo com o Regimento do Programa de Pós-graduação em Química (2010)

CAPÍTULO II
DA MATRÍCULA

Art. 52. A efetivação da primeira matrícula definirá o início da vinculação do aluno ao Programa e será efetuada mediante a apresentação dos documentos exigidos nos editais de seleção.
§ 1º. A data de efetivação da primeira matrícula corresponderá ao primeiro dia do período letivo de início das atividades do aluno, de acordo com o calendário acadêmico.
§ 2º. Para ser matriculado, o candidato deverá ter sido selecionado pelo Programa ou ter obtido transferência de outro Programa de Pós-Graduação em Química stricto sensu reconhecido pela CAPES, mediante apreciação e aprovação pelo Colegiado Delegado.
§ 3º. O aluno não poderá estar matriculado, simultaneamente, em mais de um Programa de Pós-Graduação stricto sensu da Universidade.

Art. 53. Nos prazos estabelecidos na programação periódica do Programa, o aluno deverá matricular-se em disciplinas e nas demais atividades.
§ 1º. A matrícula de estudantes estrangeiros e suas renovações ficarão condicionadas à apresentação de visto temporário vigente, de visto permanente ou de declaração da Polícia Federal, atestando situação regular no País para tal fim.
§ 2º. As matrículas em regime de cotutela e de estágios de mobilidade estudantil serão efetivadas mediante convenção firmada entre as instituições envolvidas, observado o disposto na resolução específica da Câmara de Pós-Graduação que regulamenta a matéria.

Art. 54. O aluno do Programa de Pós-Graduação poderá, mediante solicitação, com a concordância do orientador e a critério do Colegiado Delegado do Programa, trancar matrícula por, no máximo, doze meses, por períodos nunca inferiores a um período letivo, não computados para efeito do tempo máximo de integralização do Curso.
§ 1º. Durante a vigência do trancamento de matrícula, o aluno não poderá cursar qualquer disciplina de Pós-Graduação na Universidade, efetuar exame de qualificação ou defender dissertação ou tese.
§ 2º. O trancamento de matrícula poderá ser cancelado a qualquer momento, por iniciativa do aluno, resguardado o período mínimo definido no caput deste artigo.
§ 3º. Não será permitido o trancamento da matrícula no primeiro e no último período letivo, nem em períodos de prorrogação de prazo para conclusão do curso.

Art. 55. O aluno terá sua matrícula automaticamente cancelada e será desligado do Programa de Pós-Graduação nas seguintes situações:
I – quando deixar de matricular-se por dois períodos consecutivos, sem estar em regime de trancamento;
II – caso obtenha conceito menor do que “C” em duas das disciplinas cursadas;
III – se for reprovado no Exame de Proficiência em língua estrangeira;
IV – se for reprovado no Exame de Qualificação;
V – se for reprovado pela banca examinadora do trabalho de conclusão;
VI – quando esgotar o prazo máximo para a conclusão do curso;
VII – casos não previstos neste artigo serão avaliados e resolvidos pelo Colegiado Delegado do Programa.
§ 1º. Para os fins do disposto no caput deste artigo, o aluno deverá ser cientificado para, querendo, formular alegações e apresentar documentos os quais serão objeto de consideração pelo Colegiado Delegado.
§ 2º. O aluno que incorrer em uma das situações previstas no caput deste artigo somente poderá ser readmitido por meio de um novo processo de seleção.
§ 3º. O aluno que incorrer em uma das situações previstas no caput deste artigo não poderá concorrer a bolsas no âmbito do estabelecido no artigo 51, item I do presente Regimento.

Art. 56. Poderá ser concedida matrícula em disciplinas isoladas a interessados que tenham ou não concluído o curso de graduação no país ou fora dele, em uma ou mais disciplinas, com a anuência expressa do professor da disciplina.
Parágrafo único. Os créditos obtidos na forma do caput deste artigo poderão ser aproveitados caso o interessado venha a ser selecionado para ingresso no Programa.